Geral

Requerimento pede expansão de iluminação em bairros

Publicado em: 20/05/2020 11:30

Whatsapp

 

Requerimento pede expansão de iluminação em bairros

Na 17ª Sessão Ordinária, vereador Cabo Eduardo fala na palavra livre

Requerimento pede expansão de iluminação em bairros

Vereador Cabo Eduardo fez requerimento e falou sobre esse e outros assuntos na palavra livre

O vereador Cabo Eduardo (Progressista) fez uso, na última sessão realizada na segunda-feira (18/05), da palavra livre final para falar sobre seu requerimento, agradecer ao Executivo por algumas ações, além de pontuar sobre a entrega de cestas básicas, assunto que rondou as falas dos outros vereadores.

Inicialmente, Cabo Eduardo agradeceu ao assessor legislativo do prefeito pela atenção dada. “Gostaria também de agradecer ao chefe do Poder Executivo pela construção das faixas de pedestre de acesso a cadeirante ao longo da avenida Assad Taiar a pedido desse vereador, muito obrigado.”

O vereador também falou sobre o Requerimento nº 155/2020, apresentado na sessão, que solicita informações sobre a existência de algum projeto de implantação ou expansão de iluminação, ligando os bairros Jardim Recreio e Parque Residencial Paulo Calisto. “Isso é para dar uma segurança maior aos moradores daqueles bairros”, explicou.

Sobre a Lei nº 3.568/2020, resultado de anteprojeto de sua autoria e que versa sobre ruídos sonoros, o parlamentar detalhou o porquê de ainda não estar sendo aplicada. “Quero informar a todos os cidadãos que está dependendo de um decreto regulamentar que já está sendo providenciado pelo Poder Executivo.”

Para finalizar, Cabo Eduardo falou sobre a demora na entrega de cestas básicas à população. “Como estamos em um estado democrático de direito que exige do poder público motivação e fundamentação, não é simplesmente ter o dinheiro lá. Tem todo o trâmite e é burocrático. Eu acredito que sim, já vai ser resolvida essa questão da cesta básica e dizer que todos nós, todos os vereadores, têm o mesmo objetivo que é defender os interesses da população”, concluiu.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira