Geral

Reivindicação de moradores do Jardim Independência é citada em palavra livre

Publicado em: 28/05/2020 16:00

Whatsapp

 

Reivindicação de moradores do Jardim Independência é citada em palavra livre

Vereador Alan João faz uso da palavra livre durante a 18ª Sessão Ordinária

Reivindicação de moradores do Jardim Independência é citada em palavra livre

Vereador Alan João falou sobre necessidade de análise do fluxo de veículo no bairro

O vereador Alan João (PSD) fez uso da palavra livre final, na sessão de terça-feira (28/05), para falar sobre reivindicação de moradores do Jardim Independência, além de esclarecer sobre o processo da Procuradoria do Estado de São Paulo solicitando o fechamento do comércio na cidade.

“Inicio a palavra em relação a uma demanda que eu recebi, já passei para o Maquininha, assessor legislativo do prefeito, na rua José Eurípedes de Souza. A dona Marisa me procurou no final de semana e os moradores lá do bairro estão muito contentes com a reforma da praça”, começou a sua fala.

A praça do Jardim Independência contou com verba do presidente da Câmara, vereador Gustavo Braga Coluci (PSD), para ser reformada. “Os moradores do bairro têm um grupo de WhatsApp e estavam comentando sobre a preocupação com o fluxo de veículos naquela rua, após a entrega da reforma”, explicou Alan João.

O parlamentar também disse que os moradores estão muito contentes com a reforma da praça. “Agora as crianças tem ido lá, com os devidos cuidados e as restrições que são determinadas, e o pessoal tem aproveitado esse novo patrimônio público”, salientou.

Por conta de as crianças estarem aproveitando a praça, o fluxo de veículos tem preocupado os moradores. “O fluxo também aumentou devido à rotatória da obra de mobilidade urbana. Solicitamos a seção de trânsito um estudo quanto aquela rua, se tem necessidade de lombadas ou então de alterar a mão porque são dois sentidos”, detalhou Alan João.

“Vai ser feito um estudo para avaliar e, posteriormente, poderemos dar uma resposta aos moradores. Agradeço à dona Marisa por ter me encaminhado as mensagens dos moradores e parabenizo mais uma vez o vereador Gustavo Braga Coluci e o prefeito Rômulo Rippa por essa reforma ali na praça”, concluiu o vereador sobre o assunto.

Alan João também falou sobre a ação da Procuradoria Geral do Estado de São Paulo. “O município de Porto Ferreira foi pioneiro aqui na região, o único município que continua com comércio aberto apesar do decreto do governador. Isso é resultado da seriedade que nós tratamos abertura do comércio”, afirmou.

O vereador ressaltou a colaboração e o comprometimento de todos para que o comércio pudesse estar aberto. “Nós continuamos não sabendo qual vai ser o resultado dessa ação judicial, mas Porto Ferreira continua com comércio aberto devido, vou reiterar, a seriedade que nós tratamos desse assunto.”

Por o comércio não ter sido todo aberto de uma vez e ter sido feito em duas etapas, tudo contribuiu para ter tido êxito. “Já de antemão quero parabenizar a todos que participaram dessa abertura gradativa, com planejamento. Então vamos aguardar essa resposta”, defendeu.

Para finalizar sua fala, Alan João pediu desculpas ao vereador Renato Rosa (Republicanos) por conta de um mal entendido na sessão passada. “Como vereador Renato também se desculpou publicamente, peço desculpas ao colega, a gente acaba se exaltando as vezes, mas faz parte do sistema democrático e que essas discussões fiquem sempre na esfera do plenário”, finalizou o parlamentar.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira