Geral

Recebimento de auxílio emergencial é tema de palavra livre

Publicado em: 10/06/2020 15:00

Whatsapp

 

Recebimento de auxílio emergencial é tema de palavra livre

Vereador Cabo Eduardo fala na palavra livre final

Recebimento de auxílio emergencial é tema de palavra livre

Vereador Cabo Eduardo também parabenizou o prefeito pelas obras no município

Durante a 20ª Sessão Ordinária, realizada na segunda-feira (08/06), o vereador Cabo Eduardo (Progressistas) discursou na palavra livre final sobre dois assuntos. Inicialmente, o parlamentar parabenizou o prefeito Rômulo Rippa pelas obras em andamento. Ele também falou sobre o recebimento do auxílio emergencial.

“Gostaria de dar os parabéns ao prefeito Rômulo por tudo que está ocorrendo, pelas obras que estão em andamento. E aos vereadores que também têm parte nisso”, iniciou o parlamentar.

Após essa fala inicial, Cabo Eduardo afirmou ser patriota e ter desenvolvido essa característica cedo. “Para ser honesto e probo não basta falar ou pensar que é, suas ações que vão demonstrar. Lamentavelmente, algumas pessoas estão tentando receber o auxílio emergencial e mesmo preenchendo todos os requisitos não conseguem.”

No entanto, segundo o vereador, há outras pessoas que receberem sem necessitar. “Pessoas que de maneira alguma poderiam receber, recebem com muita facilidade. As pessoas que não solicitaram o benefício e ainda assim o receberam, mesmo não preenchendo os requisitos, basta apenas devolver o dinheiro”, explicou.

Cabo Eduardo disse que também tiveram pessoas que solicitaram de má fé. “Possivelmente cometeram o crime de falsidade ideológica e estelionato. Não adianta devolver o dinheiro, o crime já foi consumado e a devolução apenas poderá ser objeto de diminuição de pena em uma possível ação criminal impetrada pelo Ministério Público Federal”, declarou o vereador.

“As pessoas que receberam esse dinheiro e não fazem jus estão tomando cerveja com dinheiro público, esquecem que tem pessoas que estão passando necessidade, até mesmo passando fome. É lamentável. E sabe por que algumas devolveram? Porque de maneira surpreendente o Governo Federal publicou uma lista, senão não iriam devolver. Eu gostaria de estar de verde e amarelo, mas estou de preto”, concluiu Cabo Eduardo.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira