Hino de Porto Ferreira

História

Nosso Hino oficial surgiu da iniciativa do Prefeito Joaquim Coelho Filho, que no dia 25 de fevereiro de 1962, em entrevista ao Jornal "P Ferreirense", manifestava o desejo de promover um concurso, ao qual poderiam concorrer todos os interessados, desde que residentes em Porto Ferreira. 

Feita a regulamentação, o concurso deu-se no dia 29 de setembro de 1962, na sede da Corporação Musical Santa Cecília. 

Com a música do maestro Prof. Rubens Parada e letra do Prof. José Eugênio Colli, o Hino a Porto Ferreira tornou-se oficial pela lei n° 446 de 28 de novembro de 1962.

 

"Hino à Porto Ferreira"

Letra - José Eugênio Colli

Música - Rubens Parada

Outrora, entre vergéis, quando escondida, 

a História em teus caminhos perfilou; 

fôste, por certo, a Bela Adormecida; 

que, o beijo do Futuro, despertou. 

Contemplaste o passado e, da saudade, 

teu povo uma cidade edificou. 

 

Salve, Porto Ferreira, 

doce rincão que, aos filhos, traz orgulho! 

Bendita seja a data sobranceira, 

vinte e nove de julho! 

 

Hoje a industria é o teu lema, e por recesso 

tens, de escolas, o pálio altivo e são. 

- Chaminés, monumentos do progresso! 

- Estudantes, bandeiras da instrução! 

Nos lampejos dos livros e do malho 

tu fazes, do trabalho, uma canção 

 

Hoje a industria é o teu lema, e por recesso 

tens, de escolas, o pálio altivo e são. 

- Chaminés, monumentos do progresso! 

- Estudantes, bandeiras da instrução! 

Nos lampejos dos livros e do malho 

tu fazes, do trabalho, uma canção 

 

Salve ó Porto Ferreira da esperança! 

Deus conserve bons fados para ti, 

que hás de ser, hoje e sempre, na pujança, 

a capital do Vale do Mogi! 

Se teu povo te eleva na conquista, 

é que, a seiva paulista, vibra em ti