João Lázaro

Anteprojeto visa instituir Prêmio de Desenvolvimento ao servidor municipal

Publicado em: 27/01/2021 15:30

Whatsapp

 

Requerimento contendo anteprojeto é apresentado pelo vereador João Lázaro na primeira sessão do ano

Anteprojeto visa instituir Prêmio de Desenvolvimento ao servidor municipal

Vereador João Lázaro apresentou requerimento junto com o vereador Sérgio de Oliveira

Durante a 1ª Sessão Ordinária realizada na segunda-feira (25/01), o vereador João Lázaro (PSDB), junto com o vereador Sérgio de Oliveira (DEM), apresentou o Requerimento nº 01/2021 encaminhando o Anteprojeto de Lei nº 01/2021, que institui o Prêmio de Desenvolvimento Individual aos Servidores Públicos Municipais Ativos e Aposentados na forma que especifica.

Sobre o anteprojeto, João Lázaro comentou na discussão do requerimento. “É sabido e é de conhecimento de todos que o Tribunal de Contas ofereceu uma denúncia contra o pagamento do 14º (abono aniversário) do funcionalismo público. O Ministério Público entrou com uma ação e no dia 19 de agosto de 2020 suspendeu esse pagamento”, resumiu.

O Tribunal de Contas, segundo o vereador, solicitou que inserisse critérios para o pagamento. “Porque não existia critério. O funcionário fazia aniversário e era feito o pagamento”, acrescentou João Lázaro que ainda contou que conversou com alguns vereadores na época em busca de solução.

“Não tenho vergonha de admitir que aquilo que é bom nós temos que correr atrás. Busquei o projeto de Descalvado, o que eles tinham feito para que não cortassem esse benefício do funcionário”, citou o vereador sobre o projeto oriundo da cidade de Descalvado que inspirou o anteprojeto.

Sobre o abono aniversário, João Lázaro explicou que o servidor público não tem direito ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que corresponde a um salário do trabalhador a mais no ano. “Quando você trabalha em uma empresa privada, você ganha o mesmo valor do seu salário de FGTS. O funcionário público, não importa o valor do salário, tem direito a apenas R$ 1160 por ano e, infelizmente, esse único benefício foi retirado”, pontuou.

Ao inserir uma avaliação de desempenho, a gratificação passará a ter critério. “O funcionário será avaliado e, conforme sua avaliação, receberá proporcional ao valor da menor referência da Prefeitura. Isso fará com que aqueles que tiveram 50, 60% se esforcem para melhorar e, no próximo ano, venha a receber o valor integral da menor referência”, explicou João Lázaro.

 O vereador disse acreditar que o prefeito, após avaliação, retornará o anteprojeto como projeto de lei. “Eu gostaria de pedir aos senhores vereadores que subscrevam esse anteprojeto. Esse anteprojeto não é do João Lázaro, ele é da Câmara Municipal e ele viabiliza retornar aquilo que nunca deveria ter sido retirado do funcionário público.” Para finalizar, João Lázaro agradeceu ao vereador Sérgio de Oliveira que assinou em conjunto.

O requerimento foi aprovado por unanimidade e será encaminhado para o Executivo Municipal. Caberá ao prefeito a decisão de transformar o anteprojeto em projeto de lei e ser submetido à tramitação na Câmara Municipal.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira