Pedro Melo

Requerimento questiona verba da saúde municipal

Publicado em: 28/01/2021 09:00

Whatsapp

 

Na 1ª Sessão Ordinária, vereador Dr. Pedro Melo usa a tribuna para falar sobre seu requerimento

Requerimento questiona verba da saúde municipal

Vereador Dr. Pedro Melo fez requerimento pedindo informações sobre verbas para a pandemia

O vereador Dr. Pedro de Melo (PSL) fez, na última sessão realizada na segunda-feira (25/01), o Requerimento nº 16/2021 solicitando informações relacionadas às verbas estaduais e federais repassadas para a pandemia e para os procedimentos no atendimento à população nesta segunda onda de COVID-19 no município.

Segundo o parlamentar, é de suma importância as verbas destinadas para a saúde no município. “Por isso necessitamos estar a par de todas as verbas federais e estaduais que foram remetidas a Porto Ferreira e como estão sendo aplicadas”, iniciou Dr. Pedro Melo durante a discussão do requerimento.

“Além disso, estamos no que chamamos de segunda onda e a teremos independente de vacinação. A vacinação será por escalonamento de idades, de grupos de risco e até toda a população de Porto Ferreira ser vacinada levará, no mínimo, até o mês de junho ou, talvez, entre no segundo semestre”, ressaltou sobre o início da vacinação.

Para que toda a população seja vacinada, depende do envio das vacinas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde. “Portanto é necessário que nós tenhamos um acolhimento e tratamento da melhor qualidade para os nossos munícipes.”

Dr. Pedro Melo relatou que há diferenças no tratamento do Sistema Único de Saúde (SUS) e de convênios médicos. “Venho aqui perguntar aos senhores vereadores qual a diferença de um ser humano que tem convênio médico realizar a tomografia computadorizada para o diagnóstico de uma doença gravíssima na segunda semana de evolução e o paciente do SUS não ter o direito a esse exame”, questionou.

Como médico, o vereador disse não ser possível que um paciente tenha tratamento diferente. “Isso não pode ocorrer. Se todo mundo hoje luta para termos igualdade social na nossa saúde, igualdade não existe. E eu vou utilizar desta tribuna todas as vezes para defender o que o SUS pode oferecer para o paciente. O SUS é universal e, portanto, não é justo.”

“Estou falando em igualdade no atendimento e, para isso, não só a tomografia como diversos outros exames deverão ser introduzidos ao usuário do SUS da mesma maneira que os pacientes de convênios médicos”, finalizou Dr. Pedro Melo.

O requerimento foi aprovado por todos os vereadores e será encaminhado para a resposta do Executivo Municipal no prazo regimental de 15 dias úteis.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira