João Lázaro

Informações sobre ações do Sindicato dos Servidores Públicos são solicitadas

Publicado em: 24/06/2021 08:30

Whatsapp

 

Vereador João Lázaro apresenta seu requerimento na 22ª Sessão Ordinária

Informações sobre ações do Sindicato dos Servidores Públicos são solicitadas

Vereador João Lázaro fez requerimento sobre ações frente ao congelamento das vantagens

O Requerimento nº 309/2021 de autoria do vereador João Lázaro (PSDB) foi discutido na sessão de segunda-feira (21/06). A matéria solicita ao Sindicato dos Trabalhadores de Serviço Público Municipal de Porto Ferreira se está ciente de carta aberta dos servidores públicos municipais veiculada nas redes sociais a qual menciona que o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Leme/SP conseguiu reverter o congelamento das contagens e vantagens por tempo de serviço.

O vereador João Lázaro fez uso da tribuna para justificar o requerimento. “Não sei se os senhores têm recebido através da internet no What’sApp ou Facebook esta carta aberta que foi encaminhada aos servidores públicos. Com esse requerimento poderemos ter certeza e ter o conhecimento de quais foram as atitudes tomadas pelo nosso Sindicato dos Servidores Públicos.”

O objetivo é saber se o Sindicato está agindo para reverter o congelamento das contagens e vantagens por tempo de serviço. “Precisamos saber quais foram os processos impetrados para dar um esclarecimento aos nossos funcionários que ficam desorientados quando ouvem falar que uma cidade vizinha deu aumento no salário, que uma cidade vizinha conseguiu a contagem de tempo novamente”, declarou João Lázaro.

“E desde já eu me coloco à disposição e tenho certeza que os colegas vereadores assim como essa Casa de Leis também se colocam à disposição daquilo que nosso Sindicato precisar para apoia-los e para dar mais apoio também aos nossos funcionários públicos”, continuou o vereador.

Sobre o congelamento dos salários, o parlamentar ressaltou a perda do poder de compras pelos servidores. “A cesta básica subiu mais de 50%, combustível então sobe todo mês, remédios pelo amor de Deus. Pode ser que para essas pessoas lá em cima o congelamento não tenha impactado o poder de compras porque o salário é bem rechonchudo, é bem gordo.”

Para o servidor público de Porto Ferreira, cuja maioria ganha próximo ao salário mínimo, o impacto é maior. “O salário congelado por dois anos impacta para esse servidor. Eles tiram dos pequenos sempre. Quando falam que tem que economizar, guardar recursos é sempre o trabalhador que sofre, eu nunca vi tirar benefícios dos deputados, Supremo Tribunal”, afirmou João Lázaro.

O parlamentar pontuou que, ao invés de cortar benefícios, há sempre uma forma de aumentar os salários. “Acontece que congelam o salário dos funcionários e eles sempre têm uma estratégia, umas manobras para conseguir dar um jeitinho. Se vocês entrarem na internet, vão ver que mais de mil funcionários conseguiram, por meio de uma manobra meio estranha, aumentar os seus salários.”

João Lázaro citou o caso do vice-presidente da República cujo salário teve um aumento de 62% neste ano. “Enquanto isso, os nossos funcionários estão lutando para conseguir 4, 5% de aumento. Nós estamos com nossos salários congelados, com os benefícios todos congelados. Anuênio, sexta parte, o funcionário público não tem direito ao fundo de garantia e usam de manobras para aumentarem seus salários lá em cima e tiram dos pequenos aqui embaixo”, salientou.

Com a maioria dos vereadores sendo funcionários públicos, o vereador disse ser importante lutarem pela categoria. “Se nós não lutarmos pelos nossos funcionários, pelos nossos aposentados, nossos pensionistas, nós somos a maioria aqui dentro, um dia nós vamos aposentar também, nós vamos olhar para trás e falar: ‘Tivemos a oportunidade de fazer alguma coisa e não fizemos’, e sabe o que vai nos restar no futuro? Vai restar nós lamentarmos como os aposentados de hoje lamentam”, finalizou João Lázaro.

O requerimento foi aprovado por todos os vereadores e será encaminhado para a resposta do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Porto Ferreira.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira