Sérgio de Oliveira

Requerimento propõe vacinação nos bairros para atingir os faltosos da segunda dose

Publicado em: 26/11/2021 16:00

Whatsapp

 

Vereador Sérgio de Oliveira apresenta seu requerimento

Requerimento propõe vacinação nos bairros para atingir os faltosos da segunda dose

Vereador Sérgio de Oliveira disse ter um alto número de pessoas que não completaram o ciclo vacinal

Na 43ª Sessão Ordinária, realizada na segunda-feira (22/11), o vereador Sérgio de Oliveira (DEM) apresentou o Requerimento nº 509/2021 solicitando informações sobre a possibilidade de a Secretaria de Saúde disponibilizar uma equipe de vacinação para ir até as residências das pessoas que ainda não puderam ser vacinadas contra a COVID-19.

Sérgio de Oliveira contou, na discussão do requerimento, que esta matéria vem a complementar um requerimento anterior em que questionava a quantidade de pessoas que não retornaram para tomar a segunda dose da vacina contra a COVID-19. “Confesso que eu fiquei um pouco assustado de ver o número elevado de pessoas, são mais de quatro mil, que não compareceram para receber a segunda dose.”

O surgimento de uma nova onda de contaminações no exterior também preocupa o vereador. “Países onde não houve um grande número de pessoas interessadas em tomar vacina, a quinta onda da doença está os assolando. Hoje, nós acompanhamos que a Áustria e alguns outros países já decretaram lockdown a quem não tomou a vacina.”

Com a chegada das festividades em dezembro, Sérgio de Oliveira disse temer que os casos voltem a aumentar no país. “Não só em nossa cidade, como no nosso país. Está comprovado que a pessoa quando não toma as duas doses, ela não tem a sua imunização completa. Agora foi autorizado a tomar a terceira dose de reforço. Se a pessoa não tomou nem a segunda dose, essa pessoa pode contrair a doença e passar para outras pessoas”, detalhou.

O vereador citou o exemplo de São João da Boa Vista como uma forma de levar as vacinas até às pessoas. “O prefeito disponibilizou uma das equipes que estavam fazendo a vacinação nos postos de saúde da cidade para ir até os bairros para vacinar esse pessoal. Infelizmente, as pessoas acham que, como a situação melhorou, a doença foi embora, que nós não temos mais a doença aqui na cidade, em nosso país e começaram a relaxar com as medidas preventivas.”

Levar a vacinação até os bairros seria uma forma de atingir os faltosos. “Nós não podemos deixar que venha mais uma onda dessa doença para assolar o nosso país. Então, estou pedindo para o Poder Executivo viabilizar uma equipe para ir cada dia da semana em um bairro e vacinar esse pessoal que não compareceu para tomar a segunda dose. Espero que em breve possamos receber uma boa notícia e o mais rápido possível imunizar essas pessoas faltosas”, concluiu Sérgio de Oliveira.

O vereador Renato Rosa (Republicanos) afirmou ser uma matéria muito importante. “Eu gostaria de subscrevê-la e gostaria de falar que não é hora de baixar a guarda. Está aí o exemplo do que está acontecendo na Europa e hoje, no Brasil, estamos bem avançados com a vacinação, então não podemos descuidar e ter esse desleixo de parte do povo que não voltou para segunda dose.”

Ele reforçou o fato de estarmos próximos das festividades de final de ano. “E depois tem o carnaval e esse povo que não tomou a segunda dose só irá voltar para tomar depois do carnaval. E aí a situação vai ficar complicada. Precisa tomar providência, ir nos bairros como já foi feito em outras campanhas de vacinação e usar todos os meios de comunicação para alertar a população”, pontuou.

Quem também parabenizou Sérgio de Oliveira pela matéria foi o vereador João Lázaro (PSDB). “Realmente, se faz necessário montar uma frente de trabalho para vacinar essas pessoas que ainda não foram vacinadas. Logo nós teremos o carnaval com grandes aglomerações de pessoas e quero deixar bem claro aqui que sou contra o carnaval em respeito a todas as vítimas que nós tivemos na pandemia”, salientou o parlamentar.

Finalizando a discussão do requerimento, o presidente da Câmara, vereador Alan João (PSD), parabenizou o vereador Sérgio pelo requerimento. “Com certeza, é preocupante esse aumento de casos porque várias questões que aconteceram na Europa, no período em pandemia, depois aconteceram aqui na América Latina. Por um lado, a vacinação aqui teve um início desastroso, por outro, a população brasileira está mais acostumada a frequentar as campanhas de vacinação e por isso tivemos números altíssimos de quem foi se vacinar com a primeira dose.”

O problema, segundo o presidente, é as pessoas que ainda não completaram o ciclo vacinal. “A pessoa pensa que porque já tomou uma dose está um pouco imunizada, mas não completa o ciclo da imunização e isso é grave porque a gente tem uma falsa tranquilidade de que está todo mundo vacinado, mas há pessoas que não completaram esse ciclo de vacinação.”

Outro ponto citado por Alan João foi a questão da vacinação obrigatória. “Eu fiz uma enquete nas redes sociais quanto à vacinação obrigatória e 92% das pessoas que responderam são a favor. É um número bastante significativo e são pessoas de todas as faixas etárias. Isso demonstra que aqueles que tentaram minar a campanha de vacinação precisam hoje se esconder ou mudar o discurso porque perceberam que uma parcela significativa da sociedade é a favor da vacinação”, afirmou.

“Então acho que a Secretaria de Saúde já deve estudar e criar essa campanha de vacinação, além de criar mais ferramentas de divulgação para que as pessoas tomem essa segunda dose e tomem também a terceira, que é a dose de reforço, para poder encerrar o ciclo de forma segura”, finalizou a discussão do requerimento.

A matéria foi aprovada por unanimidade e será encaminhada para a resposta do Executivo Municipal dentro do prazo regimental.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira