Geral

Vereador solicita retorno gradativo dos templos religiosos no município

Publicado em: 13/05/2020 09:00

Whatsapp

 

Vereador Gideon dos Santos discursa sobre seu requerimento

Vereador solicita retorno gradativo dos templos religiosos no município

Gideon dos Santos fez requerimento para liberação gradual dos cultos e missas em Porto Ferreira

Na sessão de segunda-feira (11/05), o vereador Gideon dos Santos (DEM) apresentou o Requerimento nº 146/2020 solicitando saber se o Executivo Municipal pretende liberar gradativamente o retorno dos cultos e missas nas igrejas do município, seguindo todas as orientações sanitárias.

O parlamentar afirmou ter sido procurado por líderes religiosos que o questionaram sobre a reabertura das igrejas. “Já que tivemos um decreto que autorizou a liberação gradativa do comércio porque não também liberar as igrejas, como vereador Francisco Pereira (MDB) acabou de falar.”

Para Gideon dos Santos, a reabertura pode ser feita mantendo o distanciamento social e seguindo as regras da Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde e do Ministério da Saúde. “Viemos aqui solicitar essa possibilidade ao senhor prefeito municipal, ao Maquininha e ao líder do governo, vereador Alan João (PSD), para ver o que pode ser feito”, reforçou.

“Acho que vai ter uma reunião do Conselho de Pastores com o prefeito para que possamos reforçar um pouco mais essa atividade no município desde que seja dentro dos parâmetros legais, dentro da lei, dentro das medidas preventivas de combate à covid-19”, salientou Gideon dos Santos.

O vereador disse acreditar ser possível o retorno dos cultos. “Acredito ser possível o retorno em todos os lugares, de todas as religiões do município de Porto Ferreira, sabendo que, neste momento, há uma grande procura dos fiéis que se apegam bem a Deus, então venho solicitar isso mais uma vez aqui com o apoio de todos os vereadores”, finalizou.

O requerimento foi aprovado por todos os vereadores, constando a ausência do vereador Alan João. A matéria será encaminhada para o Executivo Municipal que deverá respondê-la dentro do prazo regimental.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira