João Lázaro

Palavra livre comenta sobre falta de água em bairros de Porto Ferreira

Publicado em: 26/01/2022 16:00

Whatsapp

 

Na 1ª Sessão Ordinária, vereador João Lázaro faz uso da palavra livre

Palavra livre comenta sobre falta de água em bairros de Porto Ferreira

Vereador João Lázaro falou também sobre reajustes no salário dos servidores públicos municipais

Na noite de segunda-feira (24/01), o vereador João Lázaro (PSDB) foi até a tribuna, durante a 1ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Porto Ferreira, para fazer alguns apontamentos sobre esse início de ano, ressaltando, principalmente, a falta de água nos bairros.

O parlamentar começou falando sobre um e-mail que recebeu dos agentes comunitários de saúde e agentes de vetores. “Eles trabalham com muito amor, muito carinho e muita dedicação debaixo de sol quente e chuva e desenvolvem com muita responsabilidade seu trabalho.”

Os agentes entraram em contato, pois, no final do ano, a Lei de Diretrizes Orçamentárias do Governo Federal para 2022 (Lei nº. 14.194, de 20 de agosto de 2021) previu o reajuste do Piso Salarial Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias. “O Fundo Nacional de Saúde irá repassar recursos aos municípios, Estados e Distrito Federal para o aumento do piso, que será de R$ 1.750”, declarou o vereador.

João Lázaro disse ter comentado com o prefeito sobre o assunto. “Ele me pediu para que eu repassasse esse endereço eletrônico para ele verificar a veracidade, a idoneidade dessas informações e, caso confirmado, iria mandar junto com projeto de reajuste salarial dos funcionários públicos, o projeto dos agentes comunitários de saúde e agentes de vetores.”

Sobre a falta de água em alguns bairros do município, o vereador citou que a novela junto à BRK Ambiental, empresa responsável pela distribuição de água no município, continua. “Não sei se os senhores vereadores receberam ligação ou reclamação nesse feriado prolongado de falta de água. Se nós estivéssemos em período de seca, até entenderia”, iniciou sobre o assunto.

O vereador disse não compreender a falta de água estando em período de chuva. “Quando houve a concessão, era para eles terem feito vários reservatórios de água e até agora não fizeram nada e continuam sem fazer. Se agora com as chuvas e o rio cheio está faltando água, vocês imaginem quando começar a estiagem.”

Para João Lázaro, foi feito um contrato unilateral com a BRK Ambiental. “Que só dá vantagens à empresa e o povo que se dane. Até quando vai continuar dessa forma? A Agência Reguladora deveria cobrar mais, multar e solicitar que eles cumpram com os objetivos contratuais. É a população que sofre e quando chega a conta de água, se você não paga, a água é cortada.”

Ele questionou de o porquê faltar água se a conta está paga e têm chovido, deixando o rio cheio. “Por que está faltando água no Santa Luzia? O povo não aguenta mais, com a falta d'água fica difícil. Agora os diretores estão bem de saúde, para eles não falta água. Não sei aonde moram, então dane-se o povo de Porto Ferreira”, pontuou.

O parlamentar comentou que haverá a revisão contratual com a BRK. “Se eles não estão cumprindo, se deixam de cumprir meta, e isso está no contrato, vamos cassar a BRK, vamos mandar a BRK embora de Porto Ferreira e a Prefeitura assume, fazemos uma outra licitação.”

“Essa é uma empresa que desrespeita o povo de Porto Ferreira, desrespeita à população que paga a sua água, que dá condições de eles pagarem seus funcionários e terem grandes lucros, mas não investem e quem sofre é o povo. Eles estão cada vez mais com o bolso mais cheio”, indignou-se João Lázaro.

Outro assunto que o vereador falou na sua palavra livre foi sobre o reajuste salarial dos servidores públicos municipais. “O senhor prefeito falou que será passado aos servidores a proposta de 10% de reajuste. Ele me deixou muito feliz quando falou no reenquadramento das referências, que é o que eu sempre falo aqui na Tribuna sobre essa revisão das referências, de precisarmos valorizar as menores referências.”

O prefeito, que falou no início da sessão, disse que, primeiramente, enviará o reajuste salarial para depois ver se será possível fazer o reenquadramento das referências. “Ele irá ver o impacto desse reajuste na folha e, depois, fará o reenquadramento. É uma luta nossa aqui da Câmara Municipal, é uma reivindicação da Câmara Municipal e, se Deus quiser, o perfeito fará o reajuste e também esse reenquadramento.”

João Lázaro contou ter se encontrado com o ex-vereador Alessandro Bertazi. “Eu estive conversando com o ex-vereador Dentinho, que é uma pessoa de grande coração, e nessa conversa ele falou da perspectiva que espera para 2022 e de sua experiência aqui nessa Casa de Leis após oito anos como vereador.”

“Temos que ouvir uma pessoa que tem experiência nesse sentido e ele desejou a todos boa sorte, muita paz e muita saúde e que nós, vereadores, possamos desenvolver nesse ano um trabalho tão bom quanto o de 2021 e, quem sabe, até melhor”, declarou o vereador.

Para finalizar, o parlamentar parabenizou as vereadoras Luciane Lourenço (PSD) e Priscila Franco (PSDB) pelo projeto “Vereadoras no Bairro”. “Eu também já havia pensado nisso, mas, como a pandemia, está difícil. Acredito que todos os vereadores deveriam também começar a atender a população nos bairros”, concluiu João Lázaro.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira