Câmara Municipal de Porto Ferreira

Adicional de insalubridade a educadores e ADIs é questionado em sessão

Adicional de insalubridade a educadores e ADIs é questionado em sessão

Vereador João Lázaro fez o requerimento após ser aprovado em Pirassununga a concessão do adicional a essas categorias

Na sessão ordinária da semana passada (18/03), o vereador João Lázaro (PSDB) apresentou o Requerimento n° 133/2024 solicitando informações sobre o adicional de insalubridade a ser concedido às educadoras e auxiliares de desenvolvimento infantil (ADIs).
Segundo o parlamentar, os educadores e ADIs têm o procurado por conta de uma decisão de Pirassununga. “Eles vêm me questionando porque, em Pirassununga, o Sindicato dos Servidores impetrou algumas ações e alguns servidores acabaram ganhando.”
As ações referiam-se ao adicional de insalubridade. “Por conta do resultado positivo, o Sindicato teve uma reunião com o prefeito de Pirassununga, Cícero Justino, e ele foi coerente e resolveu conceder o adicional de insalubridade a todos os auxiliares de desenvolvimento Infantil e os educadores daquela cidade”, afirmou.
João Lázaro chegou a solicitar o envio do processo, mas até o início da sessão não teve retorno do Sindicato. “Mas isso criou uma esperança nos nossos educadores e ADIs uma vez que o sonho deles é fazer parte do quadro do magistério e eu os tranquilizei.”
Além da ação de Pirassununga, segundo João Lázaro, também está em tramitação no Congresso Nacional um projeto de lei para que os educadores e ADIs sejam inclusos no quadro do magistério. “Esse projeto já passou por várias Comissões e foi dado parecer favorável, então logo deverá virar lei e virá de cima, assim como veio o piso dos professores, o piso da enfermagem”, explicou.
Para finalizar, o vereador salientou a importância dos educadores e ADIs. “É uma profissão que devemos ter tanto orgulho porque é ali que se começa a formar o cidadão, a dar a primeira educação. Faço esse requerimento para que o prefeito pense com muito carinho o que nós podemos fazer para dar uma melhorada para os nossos educadores que tanto lutam para cuidar de nossas crianças”, concluiu.
O requerimento foi aprovado por todos os vereadores presentes, constando a ausência da vereadora Luciane Lourenço (PSD) e seguiu para que o Executivo Municipal responda dentro do prazo regimental.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira